domingo, 31 de março de 2019

FLAMENGO DEDICA O TROFÉU DA TAÇA RIO A ABEL BRAGA

Jogadores mostraram uma camisa com o número 01 e o nome do técnico na hora de receber o troféu

A camisa em homenagem ao técnico - 
Abel Braga precisou ser forte para aguentar as emoções da final. O técnico, que sofreu uma arritmia cardíaca na quarta-feira, durante o Fla-Flu, não estava à beira do campo por recomendação médica. De casa, viu uma cena emocionante: na hora de receber o troféu da Taça Rio, os jogadores mostraram uma camisa com o número 01 e seu nome.

No lugar do técnico entrou o fiel escudeiro e auxiliar técnico Leomir. "Não é fácil substituir o Abel. É muito difícil. Ele tem um carisma muito grande, é meu parceiro. Graças a deus está recuperado do problema que ele teve, e eu tive essa função de tentar ajudar e motivar os jogadores", comentou Leomir. "Abel está feliz como todos nós. Não pôde participar desse jogo, mas quarta-feira estará de novo na Libertadores. A família dele está feliz, a minha também", finalizou.

Leomir também falou sobre as entradas dos garotos Vinícius, Vitor Gabriel e Bill. O último, aliás, foi fundamental na conquista: foi dele o cruzamento para o gol de Arrascaeta. "Foi uma conversa que tive com o Abel na sexta-feira e no sábado. Quando você tá perdendo, tem todas as possibilidades no jogo, inclusive colocar atacantes. Quando está ganhando, costumamos colocar um jogador de marcação. A gente tinha conversado sobre isso. Se tivesse perdendo ia ter que arriscar, não tem jeito. A gente corre risco de tomar o segundo gol", analisou.

Fonte: Portal iG

FAKE NEWS DE FLÁVIO DINO SOBRE NOMEAÇÃO DOS PM's É DESMENTIDA


O superintendente do Patrimônio da União no Maranhão, Coronel Monteiro, desmentiu nas redes sociais a versão do governo Flávio Dino (PC do B) sobre a não nomeação de soldados aprovados em curso de formação da Polícia Militar local.

Cerca de 1.800 deles cobram nomeações, após serem submetidos e aprovados em curso que durou quatro meses (saiba mais). Muitos deles abandonaram outras carreiras para assumir como soldados, o que não ocorreu.

Diante da polêmica, o governo sustenta que chamou os candidatos aprovados de acordo com as vagas disponíveis em edital e que os demais estão em cadastro de reserva.

Coronel Monteiro diz que isso não procede, porque não há mais cadastro de reserva. Segundo ele, ao serem chamados para o curso de formação, e aprovados, todos os candidatos passaram a ser soldados da ativa.

Por  

MÁRCIO JERRY E SUA INCOERÊNCIA NO TWITTER

É claro que coerência, como este Blog sempre diz, é uma característica cada vez mais rara em boa parte dos políticos, mas alguns abusam da cara de pau e debocham da inteligência dos eleitores.

Durante a semana, em Brasília, o deputado federal Edilázio Júnior (PSD), que tem sido um “calo” no projeto 2022 de Flávio Dino, acertadamente cobrou um posicionamento do Governo do Maranhão, Assembleia Legislativa e principalmente do Tribunal de Justiça, diante do depoimento do delegado e ex-superintendente da SEIC, Thiago Bardal.

O delegado, que já foi um dos principais nomes da Segurança Pública do Maranhão, afirmou em depoimento ao juiz da 2ª Vara Criminal de São Luís, José Ribamar D’Oliveira Costa Júnior, que recebeu ordens expressas do secretário de Segurança, Jefferson Portela, para investigar quatro desembargadores do Maranhão – Fróz Sobrinho, Tryrone José, Guerreiro Júnior e Nelma Sarney, fato esse negado por Portela.

O curioso foi a tentativa de defesa do deputado Márcio Jerry (PCdoB). Ao invés de cobrar transparência e apuração da denúncia, para não pairar nenhuma dúvida, Jerry optou pela tática de desclassificar o delegado Thiago Bardal.

Para Jerry, pelo fato de Bardal está preso, mesmo alegando inocência, ele não tem autoridade moral para denunciar ninguém e suas denúncias não devem ser levadas em conta. Veja abaixo.

 



O problema é que falta coerência para Jerry, que curiosamente é do mesmo partido de Jefferson Portela e do governador Flávio Dino.

Para Jerry, quando um “criminoso” denuncia um aliado, a denúncia não deve ser levada em consideração, mas quando um criminoso, inclusive réu confesso, denuncia um adversário, é motivo para comemoração.

Não é raro e nem difícil de achar nas redes sociais de Márcio Jerry, o atual deputado comemorando delações premiadas, principalmente quando alcançam seus adversários.

O Blog vai postar apenas alguns exemplos das incoerências de Jerry nas redes sociais, já que aparece comemorando as denúncias de réus confessos.


 

É lamentável que alguns políticos, mesmo aqueles que estejam chegando agora ao mandato, utilizem o abominável “dois pesos e duas medidas”, deixando a mostra toda a incoerência que deveria ser abolida da política brasileira.

Sendo assim, bem menos meu caro Márcio Jerry!

Por Jorge Aragão

POR ONDE ANDA A PARCERIA DA PREFEITURA COM O GOVERNO DO ESTADO???

No último fim de semana a capital maranhense foi vitimada por fortes chuvas que destruíram parte do Centro Histórico, desabrigaram centenas de pessoas, atrapalharam a vida de outros milhares e expuseram a situação de vulnerabilidade de São Luís.

Como político cabe a mim a crítica política. Lancei mão deste direito para fazer um parâmetro entre a situação caótica em que se encontra São Luís e a hegemonia do PDT na prefeitura durante as últimas décadas. Esperava que minhas colocações fossem contrapostas de forma racional, com um debate propositivo e responsável. Mas, como sempre, a resposta dos que comandam a prefeitura e o estado é sempre no âmbito pessoal, familiar, e completamente distorcida. Para se ter uma ideia, minha passagem por Harvard, que resultou em muito suor, dedicação aos estudos e distância de pessoas queridas, foi tratada com desdém.

A única coisa que talvez possa justificar tal atitude é o desespero pela impotência frente à necessidade de defesa do indefensável. Tentar tirar a responsabilidade administrativa de um partido que participou diretamente do comando de quase todas as gestões de 1989 até 2019 é uma tarefa forçosa, impossível e ingrata.

É fato que toda e qualquer discussão sobre a cidade deve ser iniciada identificando-se os responsáveis. Por isso é lógico que o PDT tem sim responsabilidade sobre a situação vulnerável de nossa capital em todos os setores. Assim também é o Governo do Estado, que foi reeleito no ano passado com um discurso de parceria com a Prefeitura, prometendo melhorias para São Luís. Prometeu, mas não cumpriu. Agora em meio ao caos, o governador e sua equipe se escondem, como se tudo que está acontecendo não fosse também responsabilidade deles.

Fato é que a gestão municipal não dispõe de uma rede de proteção que possa tomar medidas rápidas para situações que não deveriam ser inesperadas.

Tentando mostrar serviço, põe-se a imagem do prefeito Edivaldo Holanda Jr nas redes sociais afirmando que acompanha os técnicos da prefeitura nas visitas aos locais atingidos pelas chuvas, ao mesmo tempo em que são mostradas as ruínas do Centro Histórico, isto é, temos aí o ponto alto de um modelo de gestão falido. Na ausência de atitudes, resta ao prefeito apenas a contemplação dos efeitos. E por onde anda o governo do estado e sua tão alarmada parceria?

A boa gestão deveria prever esse tipo de situação que, dadas as circunstâncias, é facilmente previsível. Entra ano e sai ano continua o PDT, cujo modelo de gestão é sempre optar pelos tapa buracos e outros paliativos, mas raramente ações concretas como obras de drenagem e saneamento. Preparem-se para daqui a um ano, pois às vésperas das eleições do ano que vem a Prefeitura e Estado vão derramar asfalto de péssima qualidade nas ruas sem ao menos executar os serviços de drenagem.

Já prevendo essa tragédia, no final do ano passado tentei garantir R$ 5 milhões do orçamento estadual para a defesa de desabrigados e ações que visassem prevenir os impactos das chuvas. Esta proposta foi rejeitada por toda a bancada governista, inclusive o PDT, que há quase 30 anos mantém-se no poder em São Luís.

Por fim, dirijo-me aos demais que sempre irão apelar para ataques pessoais quando o assunto lhes for inconveniente. Da mesma forma que amo a minha família, respeito as demais famílias. Assim procedo na política e na vida. O vício de confundir família com política, sangue com retórica, nunca fará parte do meu repertório. Tenho a maturidade para honrar meu sobrenome seguindo meu próprio caminho e sempre travando debates pertinentes que passem longe da falácia e do ataque gratuito. Vou seguir trabalhando e muito, diferente daqueles que buscam o caminho mais fácil.

Bradar aos ventos e pôr a culpa nos outros não irá apagar os 30 anos de abandono de São Luís. Sei que o povo é ciente disso.


Adriano Sarney
Deputado Estadual, Economista com pós-graduação pela Université Paris (Sorbone, França) e em Gestão pela Universidade Harvard.
Twitter: @AdrianoSarney
Facebook: @adriano.sarney
Instagram: @adrianosarney

IBIS que faturou R$ 8 milhões na Saúde de Paço do Lumiar é fantasma


O  IBIS – Instituto Brasileiro e Integração Social, que ganhou um contrato de R$ 8 milhões junto a Secretaria Municipal de Saúde de Paço do Lumiar existe apenas no papel, é portanto, fantasma.
Blog do Domingos Costa foi até o local de registro do IBIS, lá, na Rua Onze, nº 19, Vinhais, São Luís, existe apenas uma residência fixa de uma senhora identificada como Benedita.
“Aqui não existe e nunca existiu Instituto, não sei o que é IBIS”, informou a proprietária da residência ao titular do Blog do DC, vigiada por uma pequena e inquieta cadela que não parava de latir.
No registro da entidade junto a Receita Federal [CNPJ: 19.400.230/0001-76] consta dois contatos – e-mail e telefone fixo – que rementem ao escritório de Elmo Contabilidade, localizado no Centro Histórico São Luís.
Ao falar com uma mulher identificada como Marizete, ela informou que a Elmo Contabilidade prestou serviço para o Instituto, mas não possui contato da pessoa responsável.
– Detalhes 
O contrato da prefeitura de Paço do Lumiar com o IBIS é válido por 12 meses a contar no último dia 30 de janeiro de 2019 e a finalidade é um tanto quanto desencontrada. O extrato não diz com precisão o que, de fato, o Instituto irá executar na cidade luminense.
“Execução dos serviços de saúde, com fito a demanda da Secretaria Municipal de Saúde de Paço do Lumiar”. Resume o objetivo [contrato nº 1734] assinado pelo ex-secretário de Saúde, Juarez Alvez Lima e o representante do IBIS, Ilan Fábio Natividade Arouche.
Caberá à prefeitura transferir a cada mês para a conta bancária do Instituo R$ 666.666,67 (seiscentos e sessenta e seis mil, seiscentos e sessenta e seis reais e sessenta e sete centavos).

sábado, 30 de março de 2019

POLÍCIA FEDERAL COMEÇA OPERAÇÃO E MANDADO DO PREFEITO DE BOM JARDIM CORRE RISCO

Resultado de imagem para francisco araujo prefeito de bom jardim ma

Em conversa informal com uma de nossas fontes junto a Polícia Federal, fizemos a indagação acerca dos últimos acontecimentos em Bom Jardim e sobre a incidência de veículos da PF circulando pela cidade nos últimos dias e acabamos sendo surpreendidos pela informação de que a organização policial tem acompanhado e mapeado os passos de Francisco Alves de Araújo (53 anos), inclusive suas movimentações bancárias e de aliados. 

Natural de Monção, o médico assumiu o município após a saída melancólica de Lidiane Leite e Malrinete Gralhada. 

Assim como no caso Lidiane, Francisco é acusado de desviar recursos das mais diversas áreas em Bom Jardim, chegando a ter sido afastado do cargo em razão deste fato.

De acordo com provas contundentes apresentadas pelo Ministério Público uma verdadeira quadrilha se instalou na cidade, agindo com o mesmo modus operandi de anos atrás.

Resta saber somente, quanto tempo irá demorar para Dr. Francisco aproveitar sua "liberdade".




Jornalista Valdenor Pereira

DUARTE JÚNIOR X FERNANDO PESSOA: PRIMEIRA CRISE ENTRE ALIADOS POLÍTICOS DO GOVERNO FLÁVIO DINO

Duarte Júnior e Fernando Pessoa iniciaram contenda pública que pode acabar atingindo o Palácio dos Leões


A ausência de uma liderança com experiência e habilidade política levou o governo de Flávio Dino (PCdoB) a enfrentar, com apenas três meses de novo mandato, a primeira crise entre aliados na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Neófitos no Parlamento, os deputados Duarte Júnior (PCdoB) e Fernando Pessoa (SD) iniciaram uma contenda pública que pode acabar atingindo em cheio o próprio governo.

Após ter um projeto de lei sobre pesquisa de preços de combustíveis vetado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) por inconstitucionalidade, cuja relatoria foi de Pessoa, Duarte reagiu em plenário insinuando possível proteção do colega governista aos empresários donos de postos.

Como não houve intervenção do líder formal do Palácio dos Leões na Casa, deputado Rafael Leitoa (PDT), para encerrar o desalinho na base provocado pela nova anarquia do deputado do PCdoB, em resposta ao ataque do comunista, Fernando Pessoa apresentou requerimento formalmente à Mesa Diretora da Alema, solicitando cópias das prestações de contas do Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor (Procon) do Maranhão, referentes aos exercícios em que a gestão era de Duarte Júnior – algumas delas, inclusive, já analisadas e julgadas aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A confusão, claro, não pela aprovação das contas do ex-Procon pelo TCE-MA, tende a não perdurar devido a entrada do próprio governo como bombeiro para acalmar os ânimos dos aliados, mas revela a fragilidade da liderança do Palácio dos Leões na Alema, o que pode ser mortal para o futuro político de Flávio Dino se a oposição acordar e começar a trabalhar em vez de apenas ficar olhando e torcendo para que o cabaré pegue fogo.

Fonte Atual7

A CULTURA MARANHENSE PERDE NA MANHÃ DE HOJE A RADIALISTA HELENA LEITE


Faleceu na madrugada deste sábado (30), a radialista e defensora intransigente da cultura popular do Maranhão, Helena Leite, aos 67 anos, vítima de infarto. Helena, já vinha convivendo com problemas de saúde, principalmente, no tratamento de hemodiálise, que debilita muito a pessoa.

A notícia triste do falecimento veio através do próprio filho de Helena, Ronner Leite, que informou a morte da radialista nas redes sociais.

“Meus amigos, infelizmente tenho que comunicar que Deus levou minha mãe Helena Leite para junto dele. Vá em paz minha Rainha”, disse.

Radialista de estilo próprio, marcou época no Estado em dois momentos, nos idos de 1970, foi a primeira repórter a desbravar os estádios de futebol, como cronista esportiva – sem medo e vergonha! Depois, saiu de sua terra, para ir morar no Rio de Janeiro, onde ficou muitos anos, retornando nos anos 90 – onde sua casa foi a Rádio Capital AM, lá o titular do Blog do Juraci Filho, passou a chamá-la de “Rainha da Cultura Maranhense” – por sua irreverência e amor à Cultura, e pegou mesmo.

 

Quis o destino, que o último trabalho de Helena Leite se desse na cobertura do Carnaval 2019, na Passarela do Samba, do jeito que ela gostava, no dia 04 de março, e na Rádio Educadora AM, 560 Khz, emissora que mais impulsionou seu trabalho no MA.

O velório de Helena Leite acontece no Parque Folclórico da Vila Palmeira.

A Cultura maranhense perde uma de suas vozes mais expressivas e resistentes, e o rádio – a eloquência de uma guerreira que não se calava em tempo algum, mesmo quando não tinha um microfone na mão, ela usa o twitter para dizer o que pensava sem “papas na língua”.

Descanse em paz, guerreira!

Foto 2: Zeca Soares

Por Juraci Filho

sexta-feira, 29 de março de 2019

LIVRES ACESSO DE PERSONAL TREINES NAS ACADEMIAS AGORA É GARANTIDO POR LEI

O livre acesso dos profissionais denominados de personal trainer nas academias do município de São Luís agora é realidade.

Isso porque o presidente da Câmara Municipal, o vereador Osmar Filho (PDT), promulgou nesta sexta-feira (29), projeto de lei nº 036/17, de autoria do vereador Paulo Victor (PTC), que garante aos profissionais de Educação Física o direito de acompanharem seus alunos durante os treinamentos, sem a necessidade de pagar taxas extras aos estabelecimentos comerciais.

Para o presidente da Casa, com a publicação da lei nº 6.462 o Legislativo Municipal cumpre o seu papel na garantia dos direitos daqueles que exercem a atividade na cidade.

“A possibilidade de ter um atendimento individualizado, prestado por profissionais de educação física particular, aos usuários das academias, sem a necessidade de cobrar custos extras, é sem dúvida, garantir melhor qualidade de vida aqueles que trabalham com o esporte e tanto para os que se beneficiam dele”, disse o presidente.

O autor da proposta justificou a importância da lei. “Estou feliz com mais essa conquista que o parlamento concede à população. Agora, os profissionais de Educação Física da capital terão o direito de orientar e coordenar as atividades de seus alunos no interior das academias. Nosso objetivo é proibir que as academias cobrem valores extras, que prejudicam os instrutores e os clientes que contratam esse tipo de serviço”, declarou Paulo Victor.

Para o presidente do Sindicato dos Profissionais de Educação Física do Estado do Maranhão (SINPROEFMA), Rodrigo Goulart, com a lei, ganha a população e os profissionais da categoria.

‘’A promulgação da lei é uma concretização do fim das taxas aos profissionais da área, pois há mais de quatro anos estamos lutando pelo fim dos abusos tributários. Hoje obtivemos êxito, por meio do pleito do vereador Paulo Victor e, com isso, não só os profissionais, mas toda a população ludovicense ganha com mais esse benefício’’, disse Goulart.

Como era – A proposta do vereador vai de encontro a algumas academias da cidade que cobram taxas a esses profissionais do segmento esportivo no atendimento aos clientes dentro do estabelecimento. A cobrança chega a ser de R$ 16,00 por hora em atendimento dentro das academias e valores adicionais para estacionamento desses profissionais.

O que diz a lei

• A partir da publicação da lei, as academias não poderão cobrar taxas extras dos profissionais, que poderão orientar e coordenar as atividades de seus clientes.

• As academias passam a ser obrigadas a afixar em locais visíveis informativos informando que os usuários poderão ser acompanhados por um profissional de Educação Física particular, ou de sua livre escolha sem custo adicional.

• Os estabelecimentos que não cumprirem, estarão sujeitos a pagarem multa no valor R$ 2 mil por infração.

Por Caio Hostílio

CANDIDATOS APROVADOS EM CONCURSO DA PM-MA FAZEM PROTESTO POIS NUNCA FORAM NOMEADOS

Candidatos fizeram passeata pelas principais ruas do centro da capital nesta sexta (29). Mais de 1,8 mil pessoas foram aprovadas pelo concurso realizado em 2017, mas nunca foram nomeados.

Candidatos aprovados no concurso da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) realizam novo protesto em São Luís — Foto: Reprodução/TV Mirante
Os candidatos que foram aprovados no curso de formação da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) e depois foram dispensados, realizaram nesta sexta-feira (29) uma passeata em algumas ruas do centro de São Luís. Mais de 1,8 mil candidatos foram aprovadas pelo concurso realizado em 2017, mas nunca foram nomeados.

Com faixas, a ajuda de um carro de som, os manifestantes gritaram palavras de ordem e cantaram o Hino Nacional Brasileiro durante todo o percurso. A manifestação começou pela rua Rio Branco, em seguida passou pela Avenida Beira-Mar e por fim, os candidatos pararam em frente ao Palácio dos Leões, sede do governo do Maranhão.

Desde o início da semana os candidatos estão fazendo diversas manifestações para tentar chamar a atenção do governo estadual. O grupo continua acampado na Praça Pedro II, no centro de São Luís. Sem muita estrutura, os manifestantes colocaram alguns colchões infláveis que são usados para descansar, já que eles foram proibidos de montar barracas.

Os manifestantes alegam que fizeram o curso de formação para serem soldados da PM, receberam o contracheque de servidores públicos, mas hoje são considerados pelo Governo do Estado como oficiais do cadastro de reserva. Mas, segundo o sistema do ‘Portal do Servidor’ eles aparecem como exonerados. Mais de 1.860 pessoas aguaram a contratação definitiva.


No início da semana, governo do Maranhão informou por meio de nota, que os candidatos só deixaram de receber a bolsa mensal que custeava a dedicação ao curso e que não foram exonerados.

Clebson da Silva é natural do município de Estreito, localizado a 750 km de São Luís e depois que foi aprovado no concurso da PM, ele pediu demissão do emprego para se dedicar ao curso de formação de oficiais. Sem a convocação, ele alega que está enfrentando muitos problemas financeiros.

“Há um ano estamos desempregados e não conseguimos encontrar emprego, porque ninguém quer contratar uma pessoa que foi exonerada. Eu tenho meu filho de seis anos e me emociona, todo dia ele perguntar: “papai, o senhor não era para ser polícia?”, disse.

Os candidatos alegam que tiveram que deixar seus empregos para se dedicar ao curso de formação de oficiais, mas nunca foram chamados para ocupar os cargos. — Foto: Reprodução/TV Mirante
Por meio de nota, o governo do Maranhão disse que se reuniu com o grupo na terça-feira (26) e que as nomeações foram feitas de acordo com o número de vagas divulgados no edital do concurso. Segundo o governo, os aprovados em cadastro de reserva serão chamados conforme a disponibilidade financeira e de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Fonte: G1 Maranhão

GOVERNO COMUNISTA QUER CONTRAIR DÍVIDA DE R$ 623 MILHÕES ALEGANDO QUE PAGARÁ PRECATÓRIOS

Resultado de imagem para cesar pires e flavio dino
O deputado César Pires (PV) criticou o Projeto de Lei 129/2019, de autoria do Poder Executivo estadual, em que o governador Flávio Dino (PCdoB) pede autorização à Assembleia Legislativa para contrair um empréstimo no valor de R$ 623 milhões. Para o parlamentar, falta transparência na proposta que, se aprovada, vai gerar mais uma dívida milionária para a população maranhense.

“No projeto, em nenhum momento o governo informa qual será a instituição credora, qual o tipo de operação de crédito e sequer a taxa de juros que será paga pelos maranhenses. Apenas informa que vai pedir emprestado R$ 623 milhões para pagar precatórios, porque o Estado não está reservando mensalmente os recursos que deveria destinar ao pagamento desses débitos com organizações e pessoal”, destacou o deputado.

César Pires também questionou se, legalmente, o governo pode contrair empréstimo para pagar precatórios a pessoas.

“Essa operação é vedada pela Lei de Responsabilidade Fiscal. E não há maiores informações sobre essa operação de crédito. Falta transparência do governo, e o Legislativo não pode dar uma carta branca para aumentar o endividamento do Estado”, enfatizou.

O deputado lembrou que o Fundo Estadual de Pensões e Aposentadorias (Fepa) já está deficitário, e que o atual governo também retirou R$ 150 milhões do Fundo de Benefícios (Funben) do servidor estadual.

“O governo já utilizou o dinheiro do Fepa e do Funben, e também da Emarp. E agora está querendo pagar precatório com empréstimo, quando deveria ter recolhido um doze avos da receita corrente líquida para esse fim, e não o fez. Operação de crédito não vai resolver uma dívida que só cresce. Não podemos simplesmente aceitar essa situação”, finalizou ele.

Por Atual7

GOVERNO FLÁVIO DINO NUNCA ENTREGOU NENHUM DOS 7 CENTROS DE HEMODIÁLISE PROMETIDOS

7 CENTROS DE HEMODIÁLISE, R$ 7,5 MILHÕES EM CONVÊNIO COM BNDS E NENHUM CENTRO INAUGURADO DESDE 2015

Sete centros de hemodiálise que deveriam ser inaugurados em 2015 pelo Governo do Maranhão continuam com as obras paradas. Em 2014, foram reservados R$ 7.5 milhões em um convênio com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a construção dos centros, mas nenhum foi entregue.

Na região da baixada maranhense, uma alternativa do governo foi improvisar nove máquinas de hemodiálise no Hospital Regional, mas o número é insuficiente para a grande demanda da região.

Em contrapartida, o Centro de Hemodiálise de Pinheiro prometido há anos está com as obras paradas. Em julho de 2018, o secretário estadual de saúde, Carlos Lula, chegou a anunciar no Twitter que a clínica de Pinheiro seria entregue em 90 dias, mas ficou apenas na promessa.


Um dos pacientes que poderiam ser beneficiados pela clínica em Pinheiro é o Benjamim Soares, de 75 anos. Ele precisa sair da cidade três vezes por dia e viajar por oito horas em viagens para São Luís para fazer hemodiálise. Quando chega na capital, ainda precisa passar quatro horas na máquina.

“Eu vou porque sou obrigado e o sofrimento é muito grande. Agora… ou vai… ou morre. A gente tem que escolher”, disse Benjamim.

Em Chapadinha foram improvisadas nove máquinas de hemodiálise no Hospital Regional, o que ainda não supre a demanda da região. Em 2014, foram liberados R$ 2,4 milhões para a construção do Centro de Hemodiálise de Chapadinha, mas a obra ficou apenas na terraplanagem. O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) abriu procedimento para investigar onde foi parar o dinheiro.

Na cidade de São José de Ribamar, o centro está em fase de conclusão, mas não há mais trabalhadores no local desde o ano passado. Já para o Centro de Hemodiálise de Coroatá, quase R$ 2.5 milhões foram liberados em 2014 para a realização da obra, que deveria ser entregue em 2015. O prazo para conclusão era de 180 dias, mas quatro anos depois, o que existe é uma obra inacabada e que está tomada pelo mato.

O paciente renal Augusto Nascimento mora perto da obra abandonada em Coroatá, mas precisa viajar mais de uma hora para fazer hemodiálise no centro mais próximo, que fica em Pedreiras.

“Se tivesse bem aí, era bom. Era pertinho”, disse o lavrador.

A Maria Antônia, de 26 anos, fazia o mesmo trajeto de Augusto para fazer hemodiálise em Pedreiras, mas em fevereiro passou mal durante a viagem e morreu no caminho.

“Se o centro fosse aqui próximo, talvez tinha salvo porque a UPA é muito próxima do centro. Mas hoje tá cheio de mato lá”, contou Jonacir Alves, cunhado da Maria Antônia.

Em nota, a Secretaria de Saúde do Maranhão disse que oferece quase 180 mil sessões de diálise por ano e que as obras estão atrasadas porque houve problemas com as empresas contratadas para o serviço e que o dinheiro do BNDES continua disponível para fazer as clínicas. Entretanto, não mencionou qualquer prazo para que os centros de hemodiálise sejam entregues.

Por Gilbeto Léda

UFMA rejeita por 42 a 5 proposta da Apruma que tentava barrar candidatura de Natalino Salgado à reitoria



Resultado de imagem para natalino salgado

A sessão 146º do órgão máximo de deliberação da Ufma, o Conselho Universitário (Consun), rejeitou por 42 x 5 votos a modificação do regimento geral da Universidade que trata de eleições para reitor e vice-reitor. Há dois meses da eleição, a “pauta-bomba”, intitulada por docentes, foi impetrada pela Associação Apruma na última sexta-feira (22), em que afunila especificidades apontadas pela norma 151/2010, que regulamenta o processo eleitoral na UFMA.



A votação, que ocorreu na manhã desta sexta-feira (29), no Colégio Universitário, teve presença de estudantes, técnicos administrativos, professores e gestores da instituição. 

quinta-feira, 28 de março de 2019

JUSTIÇA DÁ PRAZO DE 72 HORAS PARA VALE CUMPRIR MEDIDAS DE SEGURANÇA EM BARRAGEM DE MG

Decisão da Comarca de Nova Lima obriga mineradora a garantir segurança da barragem B3/B4, em Nova Lima, que corre risco de rompimento iminente



A Justiça de Nova Lima (MG) determinou que a Vale tome 27 providências para garantir a segurança da barragem B3/B4, localizada em Nova Lima, e cujo nível de emergência foi elevado de 2 para 3 na última sexta-feira (22).

A decisão, em caráter liminar, dá prazo de até 72 horas para que a mineradora cumpra as determinações. 

Dentre as medidas impostas pela juíza Maria Juliana Albergaria Costa, da Comarca de Nova Lima, e que devem ser cumpridas pela Vale estão a interrupção do lançamento de rejeitos na barragem, a suspensão das operações nas demais estruturas do complexo minerário e a contratação de uma auditoria técnica independente que seria responsável por elaborar um relatório sobre a real situação da estrutura, dentre outras.

A Justiça deu prazo de 24 horas para que a mineradora faça simulados de treinamento para que os moradores saibam o que devem fazer em caso de rompimento da barragem. A decisão também dá prazo de 12 horas para que a mineradora elabore um plano de ação que garanta a estabilidade e segurança da barragem B3/B4, assinale rotas de fuga no local e execute um plano com medidas emergenciais para a preservação de bens culturais. 

Ainda conforme a decisão da Comarca de Nova Lima, as defesas civis municipal e estadual devem apresentar, no prazo máximo de 12 horas, informações sobre a evacuação das comunidades existentes nas zonas de autossalvamento e na zona de impacto.

A Vale diz não ter sido notificada da decisão. 


Risco

Moradores do distrito de Honório Bicalho, em Nova Lima, teriam cerca de uma hora e três minutos para se salvar em caso de rompimento da barragem B3/B4, da Vale. O nível de alerta da estrutura foi elevado para 3, o grau máximo. Na prática, isso significa que a barragem tem risco iminente de colapso.

Apesar das sirenes terem sido acionadas, não foi necessário retirar moradores de casa. Cerca de 170 pessoas que vivem na área de autossalvamento, ou seja, a região que seria atingida pela lama de rejeitos em até 30 minutos, foram levadas para hotéis da região no dia 16 de fevereiro, quando o nível de alerta foi elevado para 2.

Fonte: R7

ATRAVÉS DE AÇÃO NA JUSTIÇA PREFEITURA SERÁ OBRIGADA A REFORMAR O TEATRO DAS CIDADES


O Núcleo de Defesa da Pessoa com Deficiência, da Defensoria Pública estadual (DPE/MA), ajuizou Ação Civil Pública (ACP) contra o Município de São Luís com vistas a garantir a imediata reestruturação do Teatro da Cidade, o antigo Cine Roxy, localizado na Rua do Egito (Centro Histórico).

Protocolada junto à Vara de Interesses Difusos e Coletivos da capital, a ação requer que o Município elabore um projeto de reestruturação do teatro em até 45 dias e em seis meses, após a apreciação judicial, execute as obras, que deverão pôr em funcionamento um dos mais importantes aparelhos turísticos e culturais da cidade.

Desde 2017, com apoio do Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência (Ciapd/DPE/MA) e do Escritório Modelo da Faculdade Wyden, o defensor público e autor da ação Benito Pereira Filho tentava viabilizar por meio da conciliação obras que garantissem locais acessivos no teatro. Benito realizava, com auxílio de corpo técnico capacitado, inspeções regulares no local e reunia com representantes da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), visando resolver o problema sem a necessidade de ações judiciais.

Conforme a ACP e um relatório produzido por alunos do curso de Engenharia da Wyden, supervisionados pelo professor Lúcio Macedo, não houve qualquer tipo de avanço nas tratativas visando melhorias no teatro. O cenário atual é até pior que o encontrado em 2017, já que hoje o teatro está fechado para qualquer tipo de público.

As tratativas também envolvem outras instituições e personalidades engajadas em causas que resguardem direitos e a dignidade da pessoa com deficiência, como a pedagoga Alessandra “Pajama” Gomes, integrante do Fórum Maranhense de Entidades de Pessoas com Deficiência e do Coletivo de Mulheres com Deficiência.

“É notório que, infelizmente, nossos espaços públicos, dentre eles, teatros e casas de cultura, não possuem condições de receber pessoas com deficiência. O Teatro da Cidade não foge à regra e também não respeita os direitos fundamentais presentes em tratados internacionais em favor do cidadão com mobilidade reduzida”, lamentou Benito Filho.

Por Maranhão Hoje

SOBRE OS EMPRÉSTIMOS: FLÁVIO DINO DÁ CHILIQUE TENTANDO SE FAZER DE VÍTIMA

Prestes a contrair mais um empréstimo para o Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB), mesmo fora do Estado, deu um verdadeiro chilique nas redes sociais sobre o assunto.

Flávio Dino, na maior cara dura, reclama de que é obrigado a pagar empréstimos contraídos pelos seus adversários, mas segue fazendo igual e/ou pior, pois a maioria dos empréstimos feitos pelo comunista, só começarão a ser pagos, após Dino deixar o Palácio dos Leões. Ou seja, serão outros governadores que terão que pagar.
Só para lembrar que, juntando com o novo empréstimo para pagar precatórios, Flávio Dino já soma R$ 1,6 bilhão em operações de crédito desse tipo desde 2015, quando se tornou governador do Maranhão.

Sendo assim, menos meu caro Flávio Dino, bem menos!

Por Jorge Aragão

MÁRCIO JERRY É IGNORADO AO TENTAR DESQUALIFICAR TIAGO BARDAL, EX-CHEFE DA SEIC

Deputado tentou desqualificar delação de ex-chefe da Seic sobre investigações da SSP-MA



O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) atacou o ex-chefe da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), Tiago Bardal, após a revelação de depoimento-bomba prestado pelo delegado relatando ter recebido ordens para investigar desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão e engavetar um pedido de reabertura do Caso Décio Sá.

Em resposta ao deputado Edilázio Júnior (PSD), que cobrou explicações públicas do secretário estadual da Segurança Pública, Jefferson Portela, diante da gravidade da delação de Bardal, Jerry tentou desqualificar o depoimento do ex-chefe da Seic, argumentando tratar-se de declarações de um preso.

“Só pra esclarecer, trata-se de denúncia feita por um delegado que já por duas vezes foi preso e preso está, por comandar um esquema criminoso, reiterado, no estado do Maranhão. Por isso, inventou essa fake news absurda”, atacou.

No discurso, Jerry só esqueceu de falar ou omitiu a informação de que Tiago Bardal, poucos dias antes de ser acusado de liderar uma organização criminosa de contrabando de mercadorias, foi um dos servidores homenageados pelo governador Flávio Dino (PCdoB), em janeiro do ano passado, ao custo dos cofres públicos, como um dos que teriam contribuído para que o comunista fosse, na visão dele, apontado como o “melhor governador do Brasil”, pelo G1, portal de notícias da Rede Globo.

Durante o ataque a Bardal, que pode ser visto na íntegra no site da Câmara, além de ser solenemente ignorado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e demais membros da Mesa Diretora e do plenário, Jerry sequer conseguiu terminar a fala, pois teve o microfone cortado.

Por Atual7

SUPERINTENDÊNCIA DE TRÂNSITO DE TERESINA APREENDE MOTOS DA PM-MA


A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans) de Teresina (PI) apreendeu ontem (27) várias motocicletas da Polícia Militar do Maranhão, sob alegação de que estava estacionadas irregularmente em via pública na capital piauiense.

O caso ocorreu na Avenida Joaquim Ribeiro.

No local, fica uma oficina onde são feitos reparos nos veículos do 11º Batalhão de Timon, cidade vizinha a Teresina.

Segundo fontes do Blog do Gilberto Léda na cidade, sem espaço, o dono da oficina deixou algumas das motocicletas na rua, quando passou uma equipe da Strans e efetuou a apreensão.

Mesmo após a presença de um oficial da PM de Timon, os agentes de trânsito piauienses não liberaram os veículos.

Mais ou menos como fazem – corretamente, diga-se de passagem -, os PMs do BPRv do Maranhão quando flagram até mesmo colegas em irregularidades no trânsito.

Veja o vídeo:


Por Gilberto Léda

quarta-feira, 27 de março de 2019

APÓS CICLONE IDAI, MAIS DE 1,5 MILHÃO DE CRIANÇAS PRECISAM DE AJUDA NA ÁFRICA

Números foram divulgados pela ONU, que pediu US$ 122 milhões para enviar ajuda humanitária para Moçambique, Zimbabue e Malaui

ONU enviará ajuda humanitária para os países afetados.
Mais de 1,5 milhão de crianças precisam urgentemente de ajuda humanitária em Moçambique, Zimbábue e Malawi após a passagem do ciclone Idai. Os números foram divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que pediu US$ 122 milhões (cerca de R$ 487 milhões) para ajudar as crianças afetadas pelo desastre.

"A escala da devastação causada pelo ciclone Idai está ficando mais clara a cada dia", afirmou a diretora-executiva do Unicef, Henrietta Fore, em comunicado.

Fore alertou que milhões de vidas de crianças estão em jogo e que é preciso enviar de forma rápida uma resposta humanitária efetiva aos três países africanos destruídos pela passagem do Idai.

Os US$ 122 milhões solicitados pelo Unicef seriam usados para apoiar as ações do fundo na região durante os próximos nove meses.

A agência ressaltou a importância de atuar o mais rápido possível na região, já que há pouco tempo para prevenir surtos de doenças como a malária e a cólera, que atingem especialmente as crianças.

Além disso, o Unicef disse estar preocupado com o risco de violência e abuso contra mulheres e crianças nos refúgios temporários montados para receber os desabrigados, assim como com a situação das crianças que perderam suas famílias no ciclone.

Em Moçambique, o país mais afetado pela tragédia, a estimativa é que 1,85 milhão de pessoas, entre elas 1 milhão de crianças, precisam de apoio urgente. A ajuda precisará ser mantida durante algum tempo devido à destruição das plantações da região.

No Malawi, mais de 869 mil pessoas foram afetadas pelo desastre, sendo elas 443 mil crianças. Já no Zimbábue, segundo dados da Unicef, 270 mil pessoas acabaram atingidas de alguma forma pela passagem do ciclone Idai. Metade delas é criança.

Outras agências da ONU estão trabalhando na ajuda, entre elas a Agência para os Refugiados (Acnur), que levou a Maputo hoje o primeiro de três aviões com equipamentos de emergência - colchonetes, tendas e iluminação. Eles serão distribuídos entre 30 mil pessoas nos três países.

Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) está trabalhando para tratar doenças como diarreia e cólera. Além disso, uma equipe de especialistas irá a Moçambique para ajudar a prevenir surtos.

Fonte R7

VEREADORES SE AGRIDEM VERBALMENTE EM REUNIÃO COM SECRETÁRIO HOJE NA CÂMARA



Os vereadores de São Luís, Marquinhos e Genival Alves quase foram as vias de fato na tarde desta terça-feira (27) na Câmara Municipal. (veja no vídeo acima). Os dois trocaram agressões verbais. 




Na ocasião, ocorria uma reunião para debater os problemas ocorridos durante o período chuvoso em São Luís com a presença do secretário de Obras, Antônio Araújo.




Veja os vídeos:





Por Blog do John Cutrim

SOBRE O ROMBO DO FEPA: PRESIDENTE DO IPREV DEVE PRESTAR ESCLARECIMENTOS AOS DEPUTADOS

...há muitos questionamentos sem resposta. Precisamos saber, por exemplo, que bens o governo pretende leiloar para cobrir o rombo no Fundo Estadual de Pensões e Aposentadorias (FEPA)...



O presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Estaduais do Maranhão, Joel Benin, será convidado pela Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa do Maranhão para prestar esclarecimentos aos deputados sobre a atual situação previdenciária estadual. O convite ao gestor foi acordado pelo deputado César Pires com o líder do governo, Rafael Leitoa.

“É uma questão gravíssima que precisa ser discutida por nós, pois há muitos questionamentos sem resposta. Precisamos saber, por exemplo, que bens o governo pretende leiloar para cobrir o rombo no Fundo Estadual de Pensões e Aposentadorias (FEPA), se é verdade que os processos de aposentadoria de servidores estão parados por falta de recursos no FEPA, e se procede a informação de que o Executivo não está fazendo os devidos repasses ao fundo, inclusive dos 15% de responsabilidade do Estado”, declarou César Pires, que havia proposto a convocação do presidente do IPREV para prestar esclarecimentos, mas aceitou que o gestor fosse convidado para reunião na Comissão de Administração Pública.

César Pires disse que o importante é que o presidente do IPREV esclareça as dúvidas da oposição e acabe com a preocupação dos servidores estaduais quanto aos seus direitos previdenciários, já que o patrimônio do FEPA, que deveria assegurar o pagamento de pensões e aposentadorias futuras, está sendo destruído. Ele alertou, inclusive, que o governo não está pagando as devidas indenizações pela utilização de imóveis do FEPA, como o Sítio do Rangedor e o CEPRAMA.

“Como é que que os imóveis do FEPA estão sendo utilizados sem ressarcimento por parte do Estado? Que bens o governo pretende alienar para cobrir o rombo do FEPA? Para onde foram os recursos do fundo e que medidas serão tomadas para repor esse dinheiro? São questões muito preocupantes que precisam ser esclarecidas pelo gestor do IPREV, por isso defendemos a sua vinda à Assembleia para prestar esses esclarecimentos”, enfatizou César Pires.

Com a retirada do requerimento de convocação do presidente Joel Benin, a Comissão de Administração Pública irá convidar o gestor do IPREV para uma reunião com os deputados. “O líder do governo nos assegurou que neste mês de abril a direção do IPREV virá prestar os devidos esclarecimentos a esta Casa. Vamos aguardar”, finalizou César Pires.

OEstado