segunda-feira, 12 de abril de 2021

PREFEITO EDUARDO BRAIDE LANÇA CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA INFLUENZA EM SÃO LUÍS

O prefeito Eduardo Braide lançou, no Centro de Saúde São Cristóvão, na manhã desta segunda-feira (12), a campanha de vacinação contra Influenza (H1N1) em São Luís. Nesta primeira etapa do calendário de imunização serão vacinadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos.

Para garantir o acesso fácil à vacina e evitar aglomerações, a Prefeitura disponibilizou mais de 60 pontos de vacinação em unidades de saúde da rede municipal em toda a cidade. O atendimento é de segunda-feira a sábado, das 7h às 12h e das 14h às 17h. 

“Este é um momento muito importante, sobretudo neste ano, que ainda estamos em pandemia. Em 2021, a campanha começa diferente, atendendo primeiro às crianças de 6 meses a menores de 6 anos. É fundamental que pais, mães e responsáveis levem seus filhos para vacinar, respeitando o calendário estabelecido pela Prefeitura para evitarmos aglomerações e para que todos sejam vacinados de forma rápida e segura”, disse. 

A primeira etapa da campanha de imunização contra Influenza (H1N1) deste ano segue de 12 de abril a 10 de maio. Neste período, serão vacinadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), profissionais de saúde, gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz). 

Para evitar aglomerações nos pontos de vacinação foi organizado um calendário para o atendimento de cada um destes públicos por vez. O cronograma pode ser acessado nos canais oficiais de comunicação da Prefeitura de São Luís nas redes sociais. 

A diarista Hierlen Tavares acordou cedo e foi a primeira a levar seu filho, Arthur Luís, 1 ano, para se vacinar no Centro de Saúde São Cristóvão.

“Eu mantenho a carteira de vacinação dele sempre atualizada porque é importante para prevenir doenças e manter a saúde dele em dias, ainda mais agora com a pandemia”, afirmou. 

Quem também não perdeu tempo e já vacinou o filho Miguel, de 1 ano e seis meses, foi a dona de casa Ellen Cristina Pereira, que recomenda a todas as mães e pais que façam o mesmo.

“Essa vacina é muito importante. Por causa da Covid-19 não dá para deixar nossos filhos ficarem gripados. Então, recomendo a todos que tragam suas crianças”, comentou. 

O secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes, informou que, nesta primeira etapa da campanha de vacinação, a meta é imunizar 150 mil pessoas do público-alvo.

“Começamos hoje a vacinação pelas crianças, e vamos avançando no calendário à medida que formos atendendo os públicos prioritários. Temos mais de 60 postos de vacinação espalhados pela cidade. Então, os pais e mães devem ficar atentos ao calendário de vacinação, procurar o local mais próximo de sua residência e levarem seus filhos para vacinar e garantir mais essa proteção para eles”, informou. 

A Prefeitura de São Luís ressalta a importância da vacinação contra a influenza em 2021, pois prevenirá o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos, internações e a sobrecarga nos serviços de saúde, além de reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19.

CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO

12/04 - crianças de 6 meses a menores de 1 ano

13 e 14/04 - crianças de 1 ano

15 e 16/04 - crianças de 2 anos

17 e 19/04 - crianças de 3 anos

20 e 21/04 - crianças de 4 anos

22 e 23/04 - crianças de 5 anos

24/04 - retardatários 


Por Redação Agência (SECOM)

domingo, 11 de abril de 2021

CENTRAL DE ATENDIMENTO AO TURISTA DE SÃO LUÍS INICIA ATENDIMENTO VIA WHATSAPP PARA QUEM QUER CONHECER A CIDADE

Os turistas que visitarem São Luís, agora, vão contar com atendimento remoto personalizado. O serviço está sendo disponibilizado pela Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur).



O contato pode ser realizado pelo telefone (98) 99158-4947, via WhatsApp e, caso seja necessário, por ligação também. Ao adicionar o número aos contatos, o usuário já poderá ver no perfil do WhatsApp informações sobre a capital maranhense, como o mapa turístico, o endereço físico da Central de Atendimento ao Turista (CAT) e rotas do transporte público específicas para pontos turísticos da cidade. O atendimento poderá ser feito em inglês e português e funciona todos os dias, das 8h às 18h.

A ação foi criada para tornar a experiência do turista ainda melhor na cidade. “Nós vamos fazer uma ampla divulgação deste serviço em agências de viagens, hotéis, bares, restaurantes e espaços públicos, além dos sites institucionais e redes sociais da Prefeitura de São Luís e do turismo. O objetivo é que os turistas possam ter acesso a informações para tornar a experiência em São Luís ainda mais incrível. Estamos trabalhando para esta finalidade e também no conceito de destino inteligente”, explicou Saulo Santos, secretário municipal de Turismo de São Luís.

Turista Informado

Quem entrar em contato com o número, terá acesso imediato ao site www.turismosaoluis.com.br, ao mapa turístico de São Luís, a números úteis (aeroporto, SAMU, bombeiros, entre outros) e também a pesquisas que contribuirão para a coordenação de Análise Mercadológica traçar o perfil do turista que busca este tipo de recurso on-line.

Outro tópico importante à disposição do turista são as rotas do Rapidão São Luís, que conta com quatro linhas exclusivas e fazem oito viagens diárias (quatro pela manhã e quatro à tarde), com intervalo de, no máximo, 40 minutos entre elas. As linhas fazem trajetos diferentes nas viagens de ida e volta para garantir maior acesso dos usuários a diferentes áreas da cidade, inclusive a pontos turísticos.

Os profissionais responsáveis por atender os turistas são turismólogos e guias de turismo do setor de Receptivo da Setur e estão aptos a realizarem atendimentos em português e inglês, disponibilizando informações sobre atrativos naturais, históricos, culturais e gastronômicos de São Luís.

Por Redação Agência (SECOM)

CÂMARA DE SÃO LUÍS: CONTINUA SUSPENSAS ATIVIDADES PRESENCIAIS ATÉ SEXTA-FEIRA, DIA 16

Medida está presente na Resolução Administrativa nº 007/2021. Com a suspensão, todas as atividades continuarão ocorrendo de maneira remota

A Câmara Municipal de São Luís prorrogou por mais uma semana, a suspensão das atividades presenciais no parlamento municipal, em virtude da pandemia do novo coronavírus. Dessa forma, os trabalhos da Casa continuarão ocorrendo de forma remota, até a próxima sexta-feira, dia 16 de abril.

A determinação está expressa na Resolução Administrativa nº 007/2021, assinada pelo presidente da Câmara, vereador Osmar Filho (PDT), e publicada nesse domingo, dia 11. Com a suspensão das atividades presenciais, os servidores da Câmara realizarão as suas atividades no formato de home office, enquanto as sessões legislativas serão realizadas pelo Sistema de Deliberação Remota.

“Entendemos que o momento é de cautela. Pensando nisso, prorrogamos a suspensão das atividades presenciais na Câmara até o dia 16 de abril. Essa medida visa preservar a vida de servidores, vereadores e de nossa população que frequenta a Casa. Juntos venceremos essa batalha!”, comentou Osmar Filho, acerca da decisão.

Cuidados – A suspensão de atividades presenciais é uma das medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

Atualmente, a capital maranhense dispõe de quatro pontos de vacinação contra o novo coronavírus: dois deles localizados na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), na Avenida dos Portugueses, sendo um no modelo drive thru e outro situado no Centro de Convenções; o drive thru do Espaço Reserva, localizado ao lado do Shopping da Ilha, na Avenida Daniel de La Touche; e o Centro Municipal de Vacinação, montado no Multicenter Sebrae.

De acordo com o calendário de vacinação elaborado pela Prefeitura de São Luís, entre os dias 12 e 15 de abril serão vacinados os idosos de 63 e 64 anos de idade. O calendário completo com os dias exatos de cada grupo prioritário está disponível no site e redes sociais da prefeitura.

Por Câmara Municipal de SLZ 

ESCOLA DIGNA: SOLIDARIEDADE PARA ENFRENTAMENTO DA PANDEMIA


Quando Paulo Freire afirmou que “a educação é um ato de amor, por isso, um ato de coragem […]” (Freire, 1974), referia-se à solidariedade, ao exercício intencional do amor ao próximo, na relação educador e educando, independente da realidade imposta, unidos no enfrentamento às adversidades. É nesse contexto que a Educação no Maranhão caminha, sobretudo nesse momento desfavorável de pandemia, quando a coragem e a fé são componentes indispensáveis para transpor os desafios impostos.

Os alicerces da Escola Digna são a solidariedade e o respeito ao ser humano, por isso ultrapassa a estrutura física, estende-se a diversas áreas, que perpassam a educação, notadamente por congregar as múltiplas necessidades das pessoas, sejam físicas ou emocionais. Nesse sentido, a Secretaria de Estado da Educação empreende, desde o início da pandemia, um conjunto de ações intersetoriais para atender a população maranhense, em diferentes campos sociais, conjugando esforços com outras órgãos de governo.

A estratégias traçadas por equipes da Secretaria para garantir o direito à aprendizagem adequada aos estudantes maranhenses, no atual cenário, são referências, hoje, para diversos organismos de educação do país e na imprensa nacional. Cito as videoaulas transmitidas em canal aberto na TV Educação Caminho para o saber; aulas pelo rádio, em formato de podcasts; canais do Youtube; a Plataforma Gonçalves Dias, que, de forma híbrida, hospeda conteúdos digitais do Ensino Médio, pré-vestibular e conteúdo audiovisual; 240 mil chips com pacotes de dados de internet, distribuídos a professores e estudantes, neste ano, sem mencionar aqueles entregues no ano passado; materiais impressos, apostilas e a formação remota de professores. Exemplos de ferramentas que, neste momento, estão atendendo estudantes, assegurando a manutenção do vínculo com a educação.

Todavia o caminho da solidariedade sempre nos inspira a ir além. Neste momento, Escolas Dignas de Pedreiras e Trizidela do Vale estão servindo para abrigar as famílias afetadas pela cheia do rio Mearim. Da mesma forma, ocorre no município de Pindaré, em atendimento às solicitações dos gestores municipais para o socorro desses irmãos maranhenses.

No campo da saúde pública, seguindo a determinação do governado, colocamos as Escolas Dignas do Maranhão totalmente à disposição das prefeituras municipais para que funcionem como pontos de vacinação da população contra a Covid-19. Na última semana, recebi imagens que alegraram meu coração. Com nossas escolas abertas para a vacinação dos grupos prioritários, vi o Centro de Ensino Chagas Costa, em Igarapé Grande. Também tive notícia sobre o Centro de Ensino Padre João Batista Teixeira, em Amarante no Sul do Maranhão; o Centro de Ensino Estado Ceará, em Bacabal; em Caxias, o Centro de Ensino Inácio Passarinho; o Centro Educa Mais Dom Marcelino de Milão (Barra do Corda), e o CE Profa. Leuda da Silva Cabral, no município de Santa Inês, todos pontos de vacinação. Em São Luís, também deixamos à disposição da prefeitura o Convento das Mercês e escolas da capital que têm potencial para servirem como locais de vacinação.

Andamos mais. A Seduc fez a doação de máscaras ao Corpo de Bombeiros para serem destinadas aos bombeiros, que fazem a distribuição de cestas básicas e de 10 mil chips de internet para estudantes das escolas militares municipais, mantidas com a parceria do CBM. Em parceria com as Secretarias de Segurança e Saúde, possibilitamos, pelo Programa Maranhão Profissionalizado, a gravação das aulas para o 4º curso de Operador de Suporte Médico, realizado de forma online, pelo CTA. Ainda com a Saúde, fizemos a distribuição de chips aos estudantes de diferentes regionais do Estado, nas mesmas aeronaves que levaram as vacinas contra a Covid-19, uma estrutura logística jamais vista em território maranhense.

São esses fatos que elevam a Educação do nosso estado muito além das obras e da aprendizagem adequada, alcançando o patamar da solidariedade, onde a Escola Digna não se limita às paredes e tijolos, porque esses não ensinam, nem tampouco aprendem, mas tocando pessoas, que precisam ser assistidas com políticas públicas efetivas.

E a Escola Digna tem um papel preponderante para auxiliar e trabalhar em conjunto com outras secretarias e órgãos de Estado, agindo com coragem, amor e fé. Aqui ressalto as escrituras sagradas: “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma. Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.” Tiago, 2:17 e 18.

Felipe Costa Camarão
Professor
Secretário de Estado da Educação
Membro Titular do Fórum Nacional de Educação – FNE
Membro da Academia Ludovicense de Letras e Sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão

sábado, 10 de abril de 2021

1ª PARTE DA SÉRIE EMSERH BILHÕES: EMSERH CONTRATAÇÕES DIRETA NA PANDEMIA DA COVID-19


A pandemia vem nos causando inúmeras situações desastrosas. Dentre elas o direito de Estados e Municípios efetuarem contratações sem trâmites licitatórios (contratações diretas). Medidas do período emergencial que abriram uma via contratual nas formalidades legais do direito administrativo seguindo os termos de lei federal de °13,303/2016. No Maranhão, o governo do Estado, junto a SES (Secretaria de Estado de Saúde) criaram a EMSERH (Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares) no ano de 2012 amparada pela lei estadual N ° 9.732 para gerir a rede estadual de saúde no Estado do Maranhão.

Em 2015, já no governo Flávio Dino, a EMSERH começou a desenvolver suas atividades para qual foi criada: diminuir custos contratuais e implantar com qualidade um novo conceito de saúde em toda a rede hospitalar estadual. A SES e a EMSERH, no início de 2020 criaram o programa de combate a COVID-19. A principal determinação do programa era diminuir o contágio da COVID-19 entre toda a população do Estado do Maranhão, e diante das determinações, o programa, até novembro de 2020, obteve sucesso sendo o primeiro programa a criar o lockdown em todo o Brasil. O programa foi elogiado e copiado por todos os Estados e Municípios da federação.

Infelizmente o Estado equivocou-se quando teve que decidir em priorizar as eleições municipais, deixando o programa de combate a COVID-19 para o segundo plano, decisão que levou o Estado ao novo recomeço do programa de combate a COVID-19. Entrelaçado ao programa, está as contratações diretas de empresas ligadas aos serviços de combate a COVID-19. Diante desse direito criado por lei, o blog vem questionando a falta de clareza desses recursos que devem estar subscritos nos contratos, contudo a população não tem como se certificar se os procedimentos das prestações de serviços das contratadas estão seguindo os critérios determinados por lei. Existem plataformas que infelizmente não efetuam o propósito para as quais foram criadas: levar informações convincentes e detalhadas para que o contribuinte possa entender como está sendo aplicado o dinheiro público.

Já há questionamentos em vários contratos de prestações de serviços, como por exemplo, a compra de respiradores mecanizados. O blog, com base na lei de acesso a informação, criou uma série onde o principal foco é esclarecer a transparência dessas contratações emergenciais diretas, onde bilhões estão sendo gerenciados pela SES e EMSERH.

Em seu primeiro capítulo, temos a contratação da empresa TRANSPARMA TERRA PLANAGEM, PAVIMANTAÇÃO, CONSTRUÇÃO, CIVIL MEC, AGRICULA LTDA. Valor do contrato de R$ 17.467.242,40 (dezessete milhões quatrocentos e sessenta e sete mil duzentos e quarenta e dois reais e quarenta centavos). Contrato que a nossa equipe já tomou ciência e diante da realidade dos fatos irá  publicar em detalhes na manhã da próxima segunda-feira 10/04/2021.

 Fonte: Blog César Durans

PREFEITURA DE SÃO LUÍS EDITA NOVO DECRETO COM MEDIDAS RESTRITIVAS À COVID-19

A Prefeitura de São Luís editou, nesta sexta-feira (9), novas medidas para conter o avanço da Covid-19. Com o Decreto n° 56.944/2021 o expediente no Município retorna ao horário normal na próxima segunda-feira (12), mas secretarias e órgãos terão seus servidores e funcionários trabalhando em sistema de revezamento.


“Temos tido a responsabilidade para garantir a cada cidadão e a cada cidadã, a assistência necessária no combate à Covid. Na vacinação, ampliamos o número de pontos de atendimento para melhor atender a nossa gente. Nos leitos de internação, temos feito um atendimento humanizado e com toda a estrutura necessária. Intensificamos a higienização de feiras, mercados, terminais e coletivos. E mesmo com todo esse trabalho, não é hora de relaxar com a proteção. Essa é uma responsabilidade de cada um de nós”, afirmou o prefeito Eduardo Braide.

O Decreto 56.944/2021 estabelece como medidas:

a) o afastamento imediato de servidores, empregados e colaboradores com suspeita ou confirmação de contaminação pela Covid-19 por prazo não inferior a 10 (dez) dias;

b) suspensão de viagens de agentes públicos municipais a serviço do município, para deslocamentos no território nacional bem como ao exterior;

c) utilização de videoconferência e de outras tecnologias que assegurem o distanciamento social para a realização de reuniões de trabalho e demais atos de natureza coletiva;

d) até o dia 18 de abril, os servidores considerados do grupo de risco estão dispensados do trabalho presencial.

Outras medidas

Os processos de contratação da administração direta e indireta do Município seguem com os prazos estabelecidos e a dispensa do trabalho presencial não se aplica aos profissionais de saúde que tenham recebido as duas doses da vacina contra a Covid-19, ainda que estejam enquadrados no grupo de risco.

Clique aqui e veja a íntegra do Decreto n° 56.944/2021.

Por Redação Agência (SECOM)

sexta-feira, 9 de abril de 2021

DR. GUTEMBERG É HOMENAGEADO COMO VEREADOR AMIGO DA ENFERMAGEM


Autor da Lei 30 horas da Enfermagem em São Luís, o vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Dr. Gutemberg Araújo (PSC), foi homenageado pelo Conselho Regional de Enfermagem (Coren/MA). Médico e parlamentar atuante em prol dos profissionais da saúde, ele recebeu do Presidente do Coren, José Carlos Júnior, uma placa homenageando-o como Vereador Amigo da Enfermagem.

Foto: Leticya Gama

“Fico muito feliz em sempre poder colaborar com esta classe e buscar melhorias para todos os profissionais”, agradeceu Dr. Gutemberg. Ele presenteou os profissionais da enfermagem com o seu terceiro livro – “Desafios na Gestão da Saúde Pública no SUS”.

O presidente do Coren, José Carlos Júnior, destacou que o vereador é um importante porta-voz da classe.

“Essa é uma justa homenagem. Um reconhecimento ao Dr. Gutemberg pela valorosa contribuição dada à enfermagem maranhense. Ele é autor da Lei 30 horas semanais de trabalho e outras, para a nossa classe. Fico muito feliz em tê-lo como amigo e também como ponte para alcançar mais conquistas”, afirmou José Carlos Júnior.

Dr. Gutemberg é autor de três leis em benefício da categoria: Lei n° 5.863, que estabelece 30 horas semanais de jornada de trabalho para enfermeiros, técnicos e atendentes; Lei n° 453, que estabelece condições de repouso adequadas durante o horário de trabalho; e a Lei n° 5.093, que cria a Semana Municipal de Enfermagem.

Na ocasião, o vereador também participou de reunião com a diretoria do Coren. Além do presidente do Conselho, José Carlos Júnior, estiverem presentes: o enfermeiro Deusdede Fernandes, secretário do Coren; a enfermeira Kelly Inaiane, tesoureira do Coren; e as enfermeiras Beatriz Gomes e Telciane Rios, como conselheiras.

Foto: Leticya Gama

Durante a reunião, o presidente e membros da Diretoria apresentaram demandas e necessidades da classe dos enfermeiros. As principais foram: a regularização das 24h para os profissionais de urgência e emergência da linha de frente da Covid-19, e mais conforto em seus locais de trabalho.

Entre outras reivindicações, também foi solicitado que a data 12 de maio seja oficializada como o Dia do Enfermeiro, no calendário municipal; e 20 de maio, como o Dia do Auxiliar e Técnico de Enfermagem. Além disso, os profissionais pediram que a Semana da Enfermagem seja instituída no período de 12 a 20 de maio.

Por Câmara Municipal de SLZ