segunda-feira, 23 de maio de 2022

Comandante da Aeronáutica apresenta a Elon Musk capacidades de Alcântara

O Comandante da Força Aérea Brasileira (FAB), tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Junior, apresentou na sexta-feira, 20, as capacidades do Centro Espacial de Alcântara (CEA) ao empresário norte-americano Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX. O encontro ocorreu durante o evento “Conecta Amazônia”, organizado pelo Ministério das Comunicações, que teve a presença também do Presidente da República, Jair Bolsonaro, dentre outras autoridades civis e militares.

Na oportunidade, o Tenente-Brigadeiro Baptista Junior ressaltou que o Centro Espacial de Alcântara está pronto para receber veículos lançadores de empresas comerciais, como a empresa SpaceX, e explicou as vantagens associadas à operação do CEA, como: a proximidade do mar, a localização de aproximadamente 2º18’ ao sul da Linha do Equador, o que possibilita lançamentos em órbitas polares e equatoriais; baixa densidade demográfica; ausência de incidência de terremotos e furacões; baixa densidade de tráfego aéreo e marítimo; e localidade ideal para lançamentos sob demanda (responsive launches).

Satélites

Na ocasião, também foi discutida a possibilidade de uma parceria para o desenvolvimento e operação de satélites de sensoriamento remoto de baixa órbita, a fim de apoiar as operações de proteção da Amazônia brasileira.

De acordo com o Comandante da Aeronáutica, a SpaceX poderia contribuir para a preservação do meio ambiente, investir em créditos de carbono e ajudar a proteger as Comunidades Nativas Brasileiras. “Além disso, as operações de lançamento poderiam ser realizadas a partir do território brasileiro”, acrescentou.

Por Gilberto Léda

sexta-feira, 20 de maio de 2022

Evento digital sobre violência sexual contra crianças e adolescentes é realizado pela Câmara

 Gravação da live está disponível para visualização dos interessados no perfil @camaraslz do Instagram

A live fez parte das atividades em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. / Leonardo Mendonça

A Câmara de São Luís realizou a live “Violência sexual contra crianças e adolescentes: você não pode fechar os olhos para isso” na noite de ontem (19) e encerrou a programação institucional relativa ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes – comemorado em 18 de maio. A gravação do evento está disponível para visualização dos interessados no perfil “@camaraslz” do Instagram.

O evento teve como moderador o psicólogo da Casa Legislativa, Mauro Brandão, e contou com a presença da convidada Carla Serrão. Ela é assistente social, professora do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal do Maranhão, mestre e doutora em Políticas Públicas com experiência em estudos e pesquisas nas áreas de Serviço Social, Políticas Sociais e Direitos Humanos de crianças e adolescentes.

Ao iniciar a participação na live, Carla Serrão agradeceu o convite e abordou a relevância da discussão do tema com a sociedade. “Para mim é um prazer estar aqui. Eu agradeço a participação das pessoas que estão prestigiando este momento que a Câmara de São Luís teve a iniciativa de realizar pela relevância que tem a discussão sobre violência sexual contra crianças e adolescentes, pela relevância do debate em torno dos Direitos Humanos de crianças e adolescentes e pela necessidade de divulgação ampla desse tipo de debate em todos os espaços e com todas as pessoas que tem responsabilidade e compromisso com a causa”, disse a assistente social.

Ao longo do evento, a também professora universitária abordou a definição de violência sexual contra crianças e adolescentes dada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), diferenciando abuso de exploração sexual. Carla Serrão também abordou o perfil do abusador de crianças e adolescentes durante a live.

“Por que eu falo abusador? Porque o número de homens que comete violência sexual supera 80%. Então, a maioria esmagadora é de homens envolvidos nessa situação. Os dados mostram que os abusadores são pessoas próximas e conhecidas das vítimas, com imagem ilibada, sérias, responsáveis, cumpridoras das suas tarefas e ordeiras. Alguns dados do Ministério da Saúde apontam que 37% dos casos de abuso acontecem dentro de casa. E nestes casos, 81,6% são homens que cometem a violência sexual: pais, padrastos, avôs, irmãos, tios”, assinalou Carla Serrão.

A professora universitária e assistente social também abordou o cenário da violência sexual contra crianças e adolescentes no país e no estado, bem como de que forma o uso da internet pode interferir naquele tipo de violência. Carla Serrão também abordou sinais que podem ser dados por crianças e adolescentes quando estão sendo vítimas de violência sexual. “É necessário observar o comportamento e verificar as mudanças que ocorrem. Retraimento, banhos excessivos, tremores, choro, comportamento depressivo, busca pelo isolamento e dormir demais

são alguns sinais; mas são muitas as possibilidades de manifestação”, ressaltou.

Denúncias -Como espaços para denúncias, Carla Serrão informou o Disque 100, conselhos tutelares, Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e até mesmo os postos de saúde da comunidade. “O importante é não silenciar para que a situação de violência sexual não se perpetue”, assinalou.

Uma das pessoas que teve acesso à live foi a servidora pública federal, Ligia Simões. Ela avaliou de forma positiva o evento e contou como o evento contribuiu para a vida dela como cidadã. “A professora Carla utilizou uma linguagem simples e objetiva para abordar um tema bastante complexo. Ela abordou a definição de violência sexual, apresentou dados e nos informou sinais que podem ser manifestados por crianças e adolescentes vítimas daquele tipo de violência. Além disto, a professora também informou locais para denúncia. Então, a live foi bastante informativa e esclarecedora. A participação na live me permitirá ficar mais atenta para identificar e denunciar casos que eventualmente eu tome conhecimento”, explicou.

Evento – Vale destacar que a live teve planejamento e execução realizados pela Diretoria de Comunicação, por meio do Departamento de Comunicação Organizacional; pelo Setor de Recursos Humanos, por meio da Psicologia; e pelo Departamento Médico de Assistência aos Servidores, por meio do Serviço Social.

Sobre a avaliação do evento institucional, a técnica em Relações Públicas da Casa Legislativa, Larissa Viveiros, disse ter sido positiva. “O evento foi extremamente positivo, cumprindo o objetivo de fomentar a discussão sobre o tema e chamar a atenção do público para esse grave problema que enfrentamos. É sempre importante lembrar que cuidar das nossas crianças e adolescentes é responsabilidade de toda a sociedade. Nós realmente não podemos fechar os olhos para situações de violência sexual que acontecem ao nosso redor”, disse.

Secom

TRE-MA com novo comando para as eleições 2022

Em sessão solene realizada na tarde desta quinta, 19 de maio, a desembargadora Angela Salazar e o desembargador José Luis Almeida tomaram posse nos cargos de presidente e vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão. A solenidade, que ocorreu no plenário Ernani Santos da sede do órgão, foi prestigiada por autoridades dos poderes executivo, legislativo e judiciário, de representantes de classe, servidoras e servidores, familiares, amigos e pela imprensa.

De acordo com o Regimento Interno do Regional, a presidência deve ser exercida por um(a) dos(as) desembargadores(as) eleitos(as) pelo Tribunal de Justiça para ter assento como membro efetivo, cabendo ao(à) outro(a) o exercício cumulativo de vice-presidente e corregedor(a). No caso de Angela Salazar e José Luiz, eles foram aclamados para os cargos, uma vez que o segundo declinou de concorrer.

A desembargadora Angela Salazar, quem a si própria define como mulher e negra, está assumindo um espaço de poder normalmente ocupado por homens. A magistrada assume após 9 gestões seguidas por desembargadores do sexo masculino. “Sempre foi um sonho estar no TRE, exercer este cargo”, confessou durante coletiva de imprensa concedida antes da sessão solene de posse.

O desembargador José Luiz Oliveira de Almeida, que assumiu como membro efetivo da Corte na vaga aberta com o fim do biênio do desembargador Joaquim Figueiredo, começou explicando que o desafio de assumir a justiça eleitoral não o envaidece, mas enche de força, de perseverança e de vontade de fazer o melhor. “Não sou um ator político, não tenho preferências partidárias, sou um ator institucional, e é com essa envergadura e roupagem que quero dar a minha contribuição”.

A jurista Anna Graziela Neiva, representando os membros da Corte, solicitou autorização à desembargadora para quebrar o protocolo da solenidade e fazer a saudação do púlpito e de pé, que é como reputa devido saudar e reverenciar a história de vida dos empossados.

Graziela se sentiu honrada por ser testemunha de mais uma página histórica da Justiça Eleitoral do Maranhão, mas também de ser porta-voz de uma época. “Se este braço forte do Judiciário – a Justiça Eleitoral brasileira – é um dos guardiões da democracia do país, estamos hoje diante de um acontecimento que sanciona a própria democracia. Estamos aqui também para saudar a Justiça, a Democracia e a Educação personificadas na sua trajetória de vida, desembargadora Angela”.

A jurista enalteceu o fato da desembargadora ser mulher e ascender à presidência num país com especificidades sociais em que a mulher é a maioria nas universidades brasileiras, sustentando mais da metade dos lares brasileiros, mas ocupando as menores estatísticas nos cargos, nos salários e em diferentes processos de ascensão social.

“E aqui – entre mulheres que lutam em jornadas dupla ou até tripla em suas famílias – quero reafirmar a minha gratidão por viver esse momento proporcionado por uma história de superação, ousadia e perseverança. Senhores, é uma mulher, um exemplo de vida, uma inspiração que comandará os destinos da Justiça Eleitoral maranhense – não à toa, estabelecida no mesmo ano em que as mulheres brasileiras passaram a ter direito ao voto. E se a condição feminina que alça o píncaro da instituição basilar do sufrágio universal, por si só, já é motivo para que enalteçamos a Justiça Eleitoral maranhense, consideremos ainda que esta mulher é uma mulher negra”, pontuou.

Por Jorge Aragão

quarta-feira, 18 de maio de 2022

O deputado Yglesio tem coragem para criticar alguns assuntos e outros não; por que será?

O deputado estadual Yglesio Moysés parece ser muito “valentão”, mas não é com quem deveria ser de fato. Quem se lembra do dia em que ele protagonizou um episódio discutindo com o promotor de Justiça, Cláudio Guimarães acusado de fechar entradas da praia do Olho d’Água para beneficiar a sua escola de kitesurf, e o deputado acabou virando ‘meme’ com a famosa expressão “não me trisca”?!

Dessa vez ele usou suas redes sociais no último final de semana para criticar a situação do Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão I.

Porém, precisamos enfatizar que as duas situações são de cunho municipal, e Yglesio não tem se mostrado preocupado com a conjuntura estadual que acomete diversos maranhenses que não conseguem atendimento na rede pública de saúde gerida outrora pelo ex-(des)governador comunista/socialista Flávio Dino – PSB e agora pelo atual sucessor, o tucanosocialista Carlos Brandão – PSB.

Isso porque não são poucas as reclamações e denúncias quanto à rede estadual, como o Hospital da Ilha que foi inaugurado às pressas e tem funcionado quase como de fachada. Outra unidade é o Hospital do Servidor que está completamente entregue às traças.

Agora, uma coisa que Yglesio não pode reclamar é a gestão do Socorrão I, para quem não se lembra, em 2013 ele foi exonerado do cargo de diretor do hospital depois de vários escândalos. Em março daquele ano, funcionários do Socorrão I fizeram uma manifestação contra a gestão de Yglesio, após o médico supostamente ter declarado que eles eram “porcos” e que “o recurso enviado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para complementar a remuneração dos funcionários deveria ser aplicado na compra de novos equipamentos”.

O deputado foi diretor do hospital, e parece ter esquecido que apesar do Socorrão I atender urgência/emergência, a maior demanda vem do interior, por deficiência dos investimentos na área da saúde pelo Palácio dos Leões.

Se realmente Yglesio estivesse preocupado com a rede municipal, ele deveria ter se movimentado para criar algum projeto que facilitasse a prefeitura de São Luís a receber mais verbas para os hospitais. Aliás, quanto de sua verba legislativa Yglesio destinou para o Socorrão I?!

Muito estranho esses ataques à prefeitura de São Luís… afinal, quem tem teto de vidro não pode ficar atirando pedras…

Por Blog Ilha Rebelde

sábado, 14 de maio de 2022

Bolsonaro diz que Petrobras tem que cumprir sua obrigação social

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre o preço dos combustíveis na noite desta sexta-feira (13), durante sua participação na abertura da 56ª Convenção Nacional do Comércio Lojista, em Campos do Jordão (SP). Ele disse esperar que, com a troca no comando do Ministério de Minas e Energia, seja possível fazer com que a estatal, que domina o mercado de petróleo no país, cumpra sua função social.

O presidente foi homenageado pelos empresários num reconhecimento às ações do seu governo em favor da livre iniciativa. Na chegada à cidade, ele foi saudado por uma multidão.

“Eu espero, nos próximos dias, com as mudanças que fiz no Ministério de Minas e Energia, que nós consigamos mexer com a Petrobras, fazer com que ela cumpra um dispositivo constitucional, que fala do fim social da empresa”, afirmou o presidente.

Durante sua fala no encontro de lojistas do varejo, Bolsonaro também criticou o que ele considera como lucro excessivo da Petrobras, comparada com outras empresas do setor.

“Não podemos ter uma empresa que tem um lucro acima de 30%, enquanto nas maiores petrolíferas do mundo, o lucro é no máximo de 15%. E essas outras petrolíferas abriram mão de lucro para ajudar os seus países. A Petrobras não pode continuar a ser indiferente a tudo isso”.

A Petrobras anunciou essa semana mais um reajuste, dessa vez de 8,87% no preço do diesel para as distribuidoras. No acumulado dos últimos 12 meses, o reajuste do diesel chegou a 49%. O combustível é o principal usado no transporte público e de cargas e, por isso, tem impacto direto na inflação geral dos produtos.

O presidente diz que haverá novos aumentos de preço no setor. “Há poucas semanas, a Rússia fechou o fornecimento de gás para a Polônica e a Bulgária. E agora, acaba de fechar também para a Finlândia e a Alemanha. Isso vai impactar em novos preços de combustíveis”.

ICMS – No início de sua fala, o presidente celebrou decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) André Mendonça, que suspendeu hoje (13) parte da resolução do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) que trata da cobrança do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o diesel . O ICMS é um tributo estadual.

Mendonça atendeu ao pedido feito pelo presidente, que, por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), diz que a medida é inconstitucional por permitir a diferenciação de alíquotas do diesel entre os estados, prejudicando o consumidor com aumentos excessivos do combustível.

“Não vai existir mais, espero que o pleno ratifique isso, cada estado ter um percentual”, disse Bolsonaro.

Em março, uma lei aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada por Bolsonaro estabeleceu que deveria haver uma alíquota única do ICMS sobre o diesel. Depois disso, o Confaz se reuniu e fixou um valor único do ICMS sobre o diesel, de R$ 1,006 por litro, mas com permissão para descontos. O valor, na prática, ficou superior ao que vinha sendo cobrado nas bombas antes da nova lei, o que contrariou a pretensão do governo federal.

(Agência Brasil)

Osmar Filho deixa mensagem alusiva ao dia da Abolição da Escravatura

No dia 13 de maio, Dia da Abolição da Escravatura, o presidente da Câmara de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), comentou que, apesar da conquista, o negro liberto não recebeu nenhum tipo de auxílio do governo para que pudesse sobreviver.

“Precisamos colocar nossos esforços em virar essa página da história do país, pois o lado mais triste, quem vivencia todos os dias, é a população negra”, citou Osmar.

Para o presidente da Câmara, o dia não é de comemoração, mas de reflexão, pois a abolição não significa liberdade.

“O que ainda vemos é a escravidão dando lugar às mazelas sociais do desemprego, da falta de moradia, do difícil acesso à saúde e educação, da discriminação racial e da falta de oportunidade, ainda precisamos seguir lutando”, finalizou Osmar Filho. 



Por Blog Veja Agora

sexta-feira, 13 de maio de 2022

Dr. Gutemberg participa da abertura da 83° Semana Brasileira da Enfermagem

 

Autor das 30 horas semanais de trabalho para a enfermagem e Lei do Repouso Digno para a categoria, o vereador Dr. Gutemberg Araújo (PSC) participou da mesa de abertura da 83° Semana Brasileira da Enfermagem e 52º Jornada Maranhense de Enfermagem, no auditório do edifício João Goullart.

O evento foi realizado no Dia Internacional da Enfermagem e Dia do Enfermeiro e Enfermeira em São Luís (Lei do Dr. Gutemberg) – 12 de maio. A programação acontece até o dia 20 deste mês, em todo o Estado, sob a coordenação da Associação Brasileira de Enfermagem, seção Maranhão.

Neste ano, o evento tem como temáticas: A Enfermagem no Contexto da Pandemia pela Covid-19: que lições aprendemos?; e Modificações impactantes para a enfermagem diante do contexto pandêmico.

Dr. Gutemberg foi bastante cumprimentado pelos profissionais da Enfermagem, que agradeceram ao vereador pelo apoio às causas da categoria

Parlamentar ativo na defesa dos direitos desses profissionais, Dr. Gutemberg que é médico e o grande representante da enfermagem na Câmara Municipal de São Luís, destacou a importância da categoria no combate à pandemia e frisou que no Maranhão são mais de 60 mil profissionais.

“Toda a enfermagem foi a porta de entrada para os pacientes com Covid -19, foi o pelotão de frente nesse combate. São profissionais que arriscaram as suas vidas para salvar o próximo. Isso é um ato digno, um ato de amor, de solidariedade. O meu reconhecimento, gratidão e a aplausos aos profissionais. Agradeço também o convite da enfermeira e presidente da ABEN, Silvia Viana, para participar desse belo evento”, afirmou Dr. Gutemberg.

Em seu discurso, Dr. Gutemberg também agradeceu o apoio da categoria em sua trajetória política.

Em seu discurso, Dr. Gutemberg ressaltou que mais do que homenagear a categoria, é importante sempre estar presente, lutando e defendendo as ideias desses profissionais essenciais na missão de salvar vidas

“Sou muito grato ao apoio que a enfermagem me deu como médico e político. E mais do que homenagear a categoria é importante sempre estar presente, lutando e defendendo as ideias desses profissionais essenciais na missão de salvar vidas. Nossa luta agora é para a aplicação do novo piso salarial, já aprovado neste mês de maio. Contem sempre com o meu apoio. E volto a dizer que o nosso gabinete está de portas abertas para vocês”, afirmou Dr. Gutemberg.

Como reconhecimento as ações do vereador, a enfermeira Rosilda Silva Dias, lembrou de alguns momentos que o Dr. Gutemberg esteve ao lado da categoria.

“Quero lembrar o 12 de maio do ano passado, quando fizemos uma grande manifestação na Praça Maria Aragão pelo reajuste salarial. E o senhor, Dr. Gutemberg, esteva mais uma vez ao nosso lado, nos apoiando. Obrigada, Dr. Gutemberg por todas as ações em benefício da nossa gente”, disse enfermeira Rosilda Silva Dias.

Vereador Dr. Gutemberg Araújo com profissionais que são referência para a Enfermagem em São Luís

Dr. Gutemberg é destaque também por aprovar outras Leis para os profissionais da Enfermagem: Lei n° 5.093/2009, que cria no município de São Luís a Semana da Enfermagem e Lei n° 453/2017, que estabelece condições de repouso digno para os profissionais da enfermagem.

Como fruto do seu empenho pela classe, Dr. Gutemberg já foi homenageado pelo Conselho Regional de Enfermagem (Coren/MA), como ‘Vereador Amigo da Enfermagem’.