sexta-feira, 5 de março de 2021

PREFEITURA ANUNCIA QUE FEIRINHA SÃO LUÍS ESTÁ SUSPENSA EM MARÇO



A Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) informou hoje (5), por meio de nota, que a Feirinha São Luís, sempre realizada aos domingos na Praça Benedito Leite, estará suspensa de 7 a 28 de março.

Segundo a pasta, a medida foi estendida por todo este mês por conta do aumento do contágio da pandemia da Covid-19.

“A Semapa esclarece que tão logo seja possível, a Feirinha São Luís retornará com a sua programação, seguindo todos os protocolos sanitários necessários”, diz um comunicado oficial.

Por Gilberto Léda

PREFEITO EDÉSIO CAVALCANTI E DEP. RICARDO RIOS CONSEGUEM AMBULÂNCIA PARA MUNICÍPIO DE TURIAÇU

Após a solicitação do prefeito Édesio, o deputado estadual Ricardo Rios destinou uma emenda parlamentar de sua autoria na Assembleia Legislativa e o governador imediatamente entregou uma ambulância para o prefeito que muito tem lutado pelo bem da população turiense.

A cerimônia de entrega aconteceu nesta quinta-feira, 04/03. A ambulância será essencial para fortalecer os serviços de saúde no município de Turiaçu.

Nossos sinceros agradecimentos ao governador pelo rápido atendimento e ao nosso deputado Ricardo Rios que não tem medido esforços para nos ajudar a reconstruir Turiaçu, pontou radiante de felicidade o prefeito Édesio.

Fonte : Celso Almeida

terça-feira, 2 de março de 2021

FELIPE CAMARÃO FAZ O QUE BRANDÃO E RUBENS JRº NÃO CONSEGUIRAM FAZER EM ANOS

 Uma análise nua e crua de 2022 sobre a política de comunicação comunista que poderá ocasionar outra ‘degringolada’

Secretário de Educação, Felipe Camarão usa força da mídia alternativa e faz o que Brandão não conseguiu fazer em sete anos: se destacar.

Sem sombra de dúvida, a batalha que vivenciamos na disputa municipal em 2020 foi apenas um preâmbulo da guerra que será travada em 2022, quando estará em disputa não apenas o comando do governo do estado, mas, também, a hegemonia e manutenção do poder do grupo político que está à frente do Palácio dos Leões.

Até o momento, vários nomes dentro do navio capitaneado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) trabalham nos bastidores para se viabilizarem como cabeça de chapa, com destaque para o senador Weverton Rocha (PDT), o vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) e, ainda, o deputado federal licenciado e secretário de Cidades, Márcio Jerry (PCdoB). Dos três, muito embora seja o que de fato goza da confiança do mandatário estadual, Jerry é o último na bolsa de aposta, o chamado “azarão”, ou seja, o com menor possibilidade de realizar o seu grande sonho: assumir o comando do Palácio dos Leões.

2022 PODE REPETIR FRACASSO DE 2020

O jogo da disputa, comenta-se nos bastidores, deverá ficar mesmo entre o senador e o vice-governador. Por outro lado, em tese, Dino demonstra que adotará comportamento semelhante ao de 2020, quando permitiu que os aliados, em uma espécie de consórcio, tentassem se viabilizar rumo ao Palácio de La Ravardiere – sede da Prefeitura de São Luís –  e só declarou apoio na reta final ao jovem e promissor deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos), o que de nada adiantou, pois o bolsonarista Eduardo Braide (Podemos), embrulhou todos os candidatos da base governista em um mesmo pacote, tornando-se o vencedor nas urnas na capital maranhense.

Rubens Jr construiu candidatura a prefeito de São Luís, mas projeto não convenceu

Ocorre, entretanto, que essa liberdade figura apenas no plano abstrato, pois, quando feita uma rápida análise nas redes sociais dos aliados mais próximos a Flávio, percebe-se que Carlos Brandão, assim como foi Rubens Júnior, é que está dispondo da estrutura estatal para efetivar o projeto político ao qual se insere. Essa afirmação é vislumbrada com tamanha clareza que até Márcio, como um bom ‘soldado’ e ‘cumpridor de ordens’ que é, travando uma disputa política e familiar no município de Colinas, de onde ambos são naturais, não tem poupado publicações em sua página pessoal ao lado de Brandão, muito embora a percepção da leitura de algumas imagens seja diferente do texto usado para legendar as fotos.

E qual terá sido a razão do fracasso vergonhoso que Rubens Júnior e toda a cúpula comunista foi submetida e que também poderá alçar o vice-governador Carlos Brandão? Acertou quem pensou na política de comunicação. Ela tem sido o calcanhar de Aquiles da gestão dinista nos últimos anos, tendo feito com que o grupo venha pagando um alto preço a exemplo de 2020.

Mídia alternativa contribui para projetar Camarão na capital e interior

CAMARÃO FAZ CONTRAPONTO AO FRACASSO

A nível estatal, visando a atender aos princípios que regem a administração pública, os comunicadores que assumiram a função de gestores não conseguiram fazer uma diferenciação da política de comunicação de gestão pública, digo, aquela usada para potencializar a parte administrativa com a política de comunicação do gestor público, que tem o intuito de trabalhar a imagem pessoal do gestor. Para exemplificarmos o que está sendo colocado neste momento, basta responder a seguinte pergunta: dos auxiliares do governador qual vem sendo considerado o maior exponencial?

Acertou quem respondeu o secretário de Educação, Felipe Camarão (DEM). Alguém arrisca um palpite de como ele vem conseguindo tal proeza?

Aqueles mais dotados de sabedoria percebem que desde o final de 2019 Felipe vem ampliando seu espaço dentro do governo, tanto que já emplacou vários importantes aliados para seu projeto político, exatamente conciliando as duas políticas de comunicação, tendo como foco a imagem do gestor com o trabalho de gestão.

De maneira inteligente, Camarão percebeu que além de realizar ações administrativas, o dirigente precisa fazer com que seus feitos cheguem ao conhecimento do povo, usando para isso uma linguagem de fácil compreensão para o cidadão, o que vem acontecendo não só através do uso da Globo no Maranhão, mas, também, da chamada imprensa alternativa, que tem nos blogs a maior referência e, inegavelmente, força de interferir no processo  político local.

Quando a imagem fala por si, dispensa qualquer legenda

EXEMPLO DA ESTRATÉGIA INEFICIENTE 

Para mostrarmos com clareza a ineficiência da política de comunicação do Governo estadual, basta citarmos como exemplo a construção do Parque João Paulo II, no Aterro do Bacanga. Em termos práticos, mais da metade dos ludovicenses, maior colégio eleitoral no estado, não sabe que aquela obra foi idealizada e realizada pelo governador Flávio Dino, imputando ao Executivo Municipal tal autoria. A pouca ou quase nenhuma divulgação, diga-se de passagem, com uma “linguagem popular” não foi eficaz para desmistificar um dos piores adjetivos imputados aos integrantes do Partido Comunista do Brasil: que são ateus. Ora, como a administração estadual realiza uma excelente obra, que tem como objetivo render homenagens à Igreja Católica, imortalizando a vinda do Papa João Paulo II em São Luís, no início da década de 80, e essa informação não consegue reverberar de maneira positiva para a gestão comunista?

É chegada a hora do governador Flávio Dino, com toda a sua sapiência, reavaliar alguns conceitos e valores na sua forma de fazer política. Não é demitindo ou perseguindo outrora aliados que esses problemas serão saneados, a sua grandeza de estadista precisa estar além de coisas pequenas, admitindo, assim, a possibilidade de mudança no modelo de comunicação que poderá render a derrota e o fracasso ao clã dinista.

Fonte: Isaías Rocha

segunda-feira, 1 de março de 2021

SEM NOÇÃO! FIEMA PEDE A PREFEITURA DE SÃO LUIS QUE RECOLHA LIXO DOS EMPRESÁRIOS CONTRARIANDO A LEI

Empresários, representados pela Federação das Indústrias do Maranhão, querem que a Prefeitura de São Luís descumpra a lei de resíduos sólidos e o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pela prefeitura e o Ministério Público.

Semana passada, a Fiema se reuniu para encontrar uma “solução” sobre a suspensão da coleta de lixo nos estabelecimentos que são grandes geradores de lixo (200 litros / dia).

O juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca de São Luís, Douglas Melo Martins, entre outras medidas, suspendeu a coleta por parte da prefeitura em todos os estabelecimentos que produzem mais que 200 litros por dia, como por exemplo hotéis, bares, restaurantes, shoppings, etc… 

Quem deve assumir esses custos, segundo a lei de resíduos sólidos, é o gerador do lixo que deve contratar uma empresa para recolhimento dos rejeitos.

A Fiema quer, contudo, que a Prefeitura assuma essa responsabilidade e volte a recolher o lixo produzido pelos empresários, em discordância com a lei e com a decisão da Vara de Interesses Difusos.

Fonte: A Carta Política

domingo, 28 de fevereiro de 2021

MESMO NÃO VENCENDO ELEIÇÃO, O TRABALHO COMUNITÁRIO CONTINUA COM JAMYS GUALHARDO

As eleições se passaram e estão mostrando algumas figuras que se destacam mais que os eleitos, este é o caso do jovem Jamys Gualhardo da região do Alto do Turu-Parque Vitória.


Após as eleições, mesmo não vencendo, tem mantido seu cotidiano normalmente, entre os feitos: denúncias , projetos sociais, entrega de cestas básicas e outros. Ao que parece, é que o jovem não fazia tais ações somente para período de campanha como se ver normalmente.

Em conversa com o blog, o jovem afirmou “ As pessoas tem suas escolhas, infelizmente não fui eleito , eu de fato queria lutar pela população de São José de Ribamar , hoje o que vemos na cidade são vereadores supervenientes à administração, isso não é bom! precisamos de vereadores que “gritem” pelo povo e não que vivam aplaudindo prefeito pra barganhar cargos ou outras coisas como se tem visto. Eu seguirei sempre ao lado da população e isso não é papo de quem perdeu a eleição , quem me conhece e conhece nossa história sabe o quero e o que vou fazer , pois minha hora vai chegar, para mim já é normal o que fazemos!”.


Neste último domingo(28), juntos com outros jovens seguiram entre as vielas das invasões na região periférica da cidade balneária conversando e doando arrecadações de alimento em um dos projetos de sua participação.

Acredito que a população de São José de Ribamar deveria acompanhar um pouco mais a história deste jovem: tem futuro!

sábado, 27 de fevereiro de 2021

AO VIVO - ASSISTA HOJE AO LANÇAMENTO DO SATÉLITE BRASILEIRO AMAZÔNIA 1

Devido ao grande interesse e a pedido dos internautas, a programação das atividades do Lançamento do Satélite Amazonia 1 foi antecipada para às 22h50 de hoje (dia 27).

Figura 1 – Amazonia montado no MSA, juntamente com as cargas secundárias.

A cobertura do lançamento será transmitida ao vivo a partir do canal do INPE no Youtube: https://www.youtube.com/inpemct/, e pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), através do canal:

Missão Amazonia


A Missão Amazonia irá fornecer dados (imagens) de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento especialmente na região amazônica e, também, a diversificada agricultura em todo o território nacional com uma alta taxa de revisita, buscando atuar em sinergia com os programas ambientais existentes.

O Satélite e Suas Funções


Figura 2 – Amazonia 1 sendo integrado ao PSLV


O Amazonia 1 é o primeiro satélite de Observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil.

Amazonia 1 é um satélite de órbita Sol síncrona (polar) que irá gerar imagens do planeta a cada 5 dias. Para isso, possui um imageador óptico de visada larga (câmera com 3 bandas de frequęncias no espectro visível – VIS – e 1 banda próxima do infravermelho – Near Infrared ou NIR) capaz de observar uma faixa de aproximadamente 850 km com 60 metros de resoluçăo.

Sua órbita foi projetada para proporcionar uma alta taxa de revisita (5 dias), tendo, com isso, capacidade de disponibilizar uma significativa quantidade de dados de um mesmo ponto do planeta. Esta característica é extremamente valiosa em aplicaçőes como alerta de desmatamento na Amazônia, pois aumenta a probabilidade de captura de imagens úteis diante da cobertura de nuvens na regiăo.
 

Os satélites da série Amazonia serăo formados por dois módulos independentes: um Módulo de Serviço, que é a Plataforma Multimissăo (PMM), e um Módulo de Carga Útil, que abriga câmeras imageadoras e equipamentos de gravaçăo e transmissăo de dados de imagens.

A figura abaixo ilustra o satélite Amazonia 1 com seus dois módulos acoplados: Plataforma Multimissăo (Módulo de Serviço, inferior) e o Módulo de Carga Útil (parte superior do satélite). Os painéis de fechamento estăo separados para ilustrar a disposiçăo interna dos equipamentos e subsistemas. O painel solar é mostrado em sua posiçăo recolhida (configuraçăo da fase de lançamento).

Ganhos Tecnológicos Para o País

  • A validação da Plataforma Multimissão (PMM) como sistema, gerando confiabilidade e reduções significativas de prazos e custos para o desenvolvimento de futuras missões de satélites baseados na Plataforma Multimissão;
  • Consolidação do conhecimento do Brasil no ciclo completo de desenvolvimento de satélites estabilizados em 3 eixos;
  • Desenvolvimento da indústria nacional dos mecanismos de abertura de painéis solares;
  • Desenvolvimento da propulsão do subsistema de controle de atitude e órbita na indústria nacional, embora utilizando partes adquiridas no exterior;
  • Consolidação de conhecimentos na campanha de lançamento de satélites de maior complexidade.

Fonte: INPE

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS DO GOVERNO DINO CRESCE MESMO EM MEIO À PANDEMIA

Um estudo inédito encomendado pelo Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária – SINFA- junto ao DIEESE, apontou que o Maranhão teve aumento expressivo na arrecadação com o ITCD e o IPVA em 2020. Mesmo com a crise sanitária, econômica e política, o ICMS, principal imposto do estado, não registrou queda quando comparado o período de 2020 a 2019. No levantamento a Receita Corrente Líquida (RCL) registrou crescimento real 6,83%, na comparação com o mesmo período do ano anterior.


O ITCD é o Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos e o IPVA, mais famoso, é o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores.

No caso do ITCD, o Maranhão arrecadou R$18.541.828,00 no terceiro quadrimestre de 2019, mas no último de 2020 teve uma arrecadação de R$22.517.867,00. O valor do ano passado representa um aumento de 21,44%.

Já no IPVA, no último quadrimestre de 2019 foi arrecadado R$424.533.841,00 e passou a arrecadar R$463.295.748,00 em 2020. O aumento foi de 9,13%.

O ICMS que é o principal imposto estadual, o qual é aplicado sobre o preço final dos combustíveis, alimentos, energia elétrica, serviços telefônicos e outros, também teve crescimento. Passou de R$7.831.039.575,00 para R$8.143.958.001,00, representando um crescimento de 3,99%.

O relatório ainda aponta que os gastos com o “Pessoal Inativo e Pensionista” e com “Pessoal Ativo” mostraram tendência de queda, quando descontada a inflação, o gasto chegou a R$7.814.508.464,00. . Por outro lado, todas as despesas que estão incluídas nas “Despesas Não Computados” cresceram, estas chegaram ao valor de R$1.693.042.181,00.

Quanto as despesas, o Maranhão aumentou os gastos com urbanismo, promoção da indústria, comércio e serviços, saneamento, educação entre outros. Já a redução de gastos ocorreu nos setores gestão ambiental, encargos especiais, administração, segurança pública entre outros.

Por Gilberto Léda